5 Fatos Interessantes Sobre Vinho Que Você Precisa Conhecer

Você é um enófilo? Descubra 5 fatos interessantes sobre vinho que todo apreciador deste mundo precisa conhecer.

Confira 5 fatos interessantes sobre o mundo dos vinhos, que todo apreciador da bebida de Baco precisa saber:

1- QUE UVA É ESSA?

Portugal está entre os países com a maior variedade de uvas autóctones – nomenclatura dada a uvas que são típicas de um país ou região – com mais de 250 delas oficialmente registradas. além das mais conhecidas como alvarinho, touriga Nacional, touriga Franca e Baga, há nomes exóticos como esgana cão, Rabo de ovelha, carrega Burros, Rabigato, Dedo de Dama, tinto cão, para citar alguns. os nomes podem ser engraçados, mas esse país oferece um universo incrível a ser explorado, principalmente em vinhos de corte, a grande especialidade dos produtores portugueses.

2- EQUILÍBRIO É TUDO

O que é um vinho equilibrado? a fermentação converte quase todo o açúcar das uvas em álcool. ao fim do processo resta, além do álcool, água, ácidos, taninos e outros componentes variados. Na boca, esses sabores se apresentam a um só tempo. Se um deles se destaca demais – ou de menos – pode-se inferir que o vinho não é equilibrado. Pode estar, por exemplo, muito alcoólico, muito tânico ou muito ácido. ou mesmo apresentar muita exuberância de frutas ou aromas em demasia, nem sempre bem-vindos ao equilíbrio da bebida. Porém, alguns vinhos não somente admitem, mas também se beneficiam de características proeminentes, como a doçura e os aromas de caramelo e frutas secas nos vinhos de sobremesa. Mas para que a doçura não torne o vinho enjoativo, a melhor coisa é que haja alta acidez. Nos vinhos mais jovens e frescos, principalmente nos brancos, acidez mais proeminente “é bem-vinda”.

3- VINHO DE ABACAXI, JABUTICABA, ETC

Pelo interior do Brasil, ouve-se popularmente sobre vinhos de abacaxi, de laranja, de jabuticaba e até de banana. No Japão, um empresário produziu, certa vez, um “vinho” a partir da fermentação de peixes. Mas a uva é a única fruta que dá origem ao vinho. No Brasil, a lei nº 7.678/1988 (lei do Vinho) protege a palavra, permitindo que somente fermentados de uvas recebam tal denominação. as demais bebidas só podem ser chamadas de fermentado de laranja, fermentado de abacaxi, de jabuticaba, de banana.

4- BABEL VÍNICA

Aragones, arauxa, cencibel, chinchillano, escobera, Gotim Bru, Negretto, Ojo de libre, Tinta de toro, Tinta del País, tinta Roriz, tinto Fino, Ull de llebre e Valdepeñas, mas pode chamar de tempranillo. Em todo o mundo, milhares de uvas recebem nomes que variam de acordo com diferentes regiões e países de cultivo. com o tempo, uvas tidas como distintas acabam reconhecidas como da mesma variedade, bem como o contrário. Isso só faz aumentar o desafio de organizar e catalogar uvas. Atualmente, são conhecidas por volta de 10 mil espécies distintas, sendo aproximadamente 5.000 da variedade Vitis vinifera, propícias a vinificação. Destas, mais de 3.000 são utilizadas na produção de vinhos, sendo que 50 tipos representam mais de 90% da área total de vinhedos do mundo.

5- Vinho Verde É Verde?

Não. tampouco é produzido com uvas não maduras (verdes). o Vinho Verde é um estilo produzido ao norte de Portugal, às margens do rio Minho, uma Denominação de origem controlada localizada na região vizinha ao Douro, a mais conhecida região vinícola portuguesa. a região produz, além de vinhos brancos, rosés e tintos, espumantes brancos, rosés e alguns insólitos espumantes tintos, vinhos de colheita tardia e, inclusive, espumante de colheita tardia. todos verdes. Saiba mais sobre o vinho verde aqui.

Texto:Johnny Mazzilli

 

Receba mais conteúdo por e-mail


Posts relacionados