7 dicas de enoturismo de verão na Serra Gaúcha

Opções diferentes para sair da rotina e aproveitar os dias quentes

colheita noturna

Beber uma taça de vinho ou espumante, ver o pôr do sol, aproveitar o dia para sentir a atmosfera do lugar onde se está. Em novembro, já começa a temporada mais quente do ano em todo o Brasil. Abrindo alas para o verão, na Serra Gaúcha os meses seguintes são particularmente acompanhados pelo cheirinho de uvas maduras; são dias intensos de colheita e perfume de vinho ar, indicando que a bebida já está sendo fermentada nas vinícolas.

Especialmente no Sul, onde o frio é mais intenso, o sol e o calor são celebrados com atividades especiais ao ar livre. São opções de lazer nos jardins das vinícolas, sob os parreirais e nas vias que levam a paisagens montanhosas e cobertas de vinhedos da Serra Gaúcha. Separamos algumas propostas enoturísticas que são ótimas para curtir na região nessa época do ano. Confira!

1. Edredom nos parreirais/Almoço ao ar livre 

Uma opção diferente de piquenique é oferecida pela Vinícola Cristófoli, na localidade de Faria Lemos, em Bento Gonçalves. Um edredom é estendido sob os parreirais, em um lugar privativo e em total contato com a natureza. A experiência inclui visita com degustação e caminhada guiada aos parreirais e está disponível diariamente mediante agendamento prévio. No local, é possível ficar até 2 horas com toda a tranquilidade de um verdadeiro piquenique, com direito a uma garrafa de vinho ou espumante, bruschettas, queijos, frutas frescas e desidratadas, sementes, geleias artesanais e pães. Uma delícia! 

A Cristófoli também oferece outra ótima opção: almoço ao ar livre. A refeição é servida no jardim da vinícola, com pratos preparados com carinho pela família Cristófoli. O menu, em três etapas, é harmonizado com vinhos e espumantes da vinícola e ocorre sempre aos sábados, mediante reserva. O valor é R$ 114 por pessoa. Confira mais atividades e informações da Cristófoli no site www.vinhoscristofoli.com.br

2. Maratona do Vinho 2020

Para quem curte exercitar o corpo e ainda apreciar belos cenários de vinhedos, a Maratona do Vinho é o programa ideal. O evento ocorrerá no dia 9 de fevereiro de 2020, em plena época de colheita de uva na cidade de Bento Gonçalves. As inscrições já estão abertas para as modalidades individual e revezamento, nas categorias masculino e feminino. A inscrição varia entre R$ 110 e R$ 220 e pode ser efetuada pelos sites www.esportif.com.br e www.ticketagora.com.br

São esperados cerca de 2 mil corredores, que percorrerão trechos entre o Vale dos Vinhedos, o Monte Belo do Sul e Garibaldi. Os atletas passam por vinícolas, parreirais e pontos de Vino Stop, para revezamento com colegas e reposição de energia com uva, suco, vinho, pão, queijo e salame — uma verdadeira festa italiana! Todos os participantes recebem medalhas; já os mais bem classificados, um troféu especial, além de uma porcentagem do seu peso corporal em vinho. Para mais informações, consulte o site www.maratonadovinho.com.br

3. Miolo Wine Garden 

A Vinícola Miolo, localizada no Vale dos Vinhedos, dispõe de uma estrutura para visitação à vinícola e degustações nas caves durante o ano inteiro. O Wine Garden é um wine bar a céu aberto onde o visitante pode sentar no gramado ou nas mesas, beber um vinho e ainda fazer um piquenique. O local, que é pet friendly, funciona de quinta a domingo e é uma ótima pedida para aproveitar o espaço verde e desfrutar das opções do wine truck, disponível com comidinhas para curtir no ambiente natural. Durante o ano, também ocorrem eventos pontuais, feirinhas de artesanato e shows. Informações através da fanpage: facebook.com/Wine-Garden. 

4. Colheita Noturna 

Para quem estiver na Serra Gaúcha em fevereiro, a dica é ter uma experiência real de colheita de uva. Para transformar esse desejo dos visitantes em realidade, a Vinhos Larentis, localizada na Linha Leopoldina no Vale dos Vinhedos, oferece a Colheita Noturna. A atividade será proposta somente nos dias 15, 22 e 29 de fevereiro, sendo que a primeira data já está com as vagas esgotadas. O projeto iniciou em 2013, e cada vindima proporciona ao visitante uma experiência para guardar na memória. 

Os participantes são recepcionados pelo enólogo André Larentis ao final da tarde e levados a uma visitação à vinícola com degustação de vinhos. Em seguida, têm início as orientações sobre a colheita e a distribuição dos acessórios. Cada cacho é colhido com festa, e o trabalho é recompensado com um jantar regado a vinhos Larentis. As inscrições podem ser feitas pelo e-mail [email protected]. As vagas são limitadas a 30 pessoas por colheita, e a entrada custa R$ 270. Cada participante ganha também uma garrafa de vinho da colheita noturna em que se envolver. 

(Fonte: Jeferson Soldi)

5. Passeio de WineTuc

Você sabe o que é o passeio de WineTuc? É uma espécie de trator (tuc tuc), mas que faz um tour pelos vinhedos da Vinícola Cainelli, também localizada em Bento Gonçalves. A bordo do WineTuc, o visitante aprende sobre o clima, o solo e o terroir da localidade em uma experiência de 90 minutos pela propriedade da família. No retorno, acontece uma visita ao museu centenário da vinícola e uma degustação dos vinhos que representam a Cainelli, no deck da vinícola. O valor por pessoa é R$ 75, e é necessário agendamento prévio. 

Além do passeio, o visitante pode optar por passar mais tempo no espaço e fazer um piquenique no vinhedo. A cesta é composta por pães artesanais, grissinis, geleias, manteiga caseira, queijos, frios, pastas variadas, bolo, frutas e bruschettas de polenta brustolada (na chapa) e pode facilmente substituir o almoço ou o jantar do dia. O valor por pessoa é R$ 90. Mais informações através do site www.vinicolacainelli.com.br.

6. Wine Bar e pôr do sol 

Quem estiver pela região não pode deixar de aproveitar para conhecer o Clô Wine Bar, em Flores da Cunha. Ele faz parte do complexo da Vinícola Luiz Argenta e serve os vinhos da vinícola, drinks e petiscos para acompanhar a vista do deslumbrante pôr do sol que o espaço proporciona. Abrigado em um casarão datado de 1929, o espaço mistura a antiga arquitetura e a modernidade da vinícola ícone em sua decoração. Vale super a pena! 

7. Visita aos vinhedos e brinde ao fim da tarde

Perto de Bento Gonçalves, é possível conhecer o município de Pinto Bandeira, que entre as montanhas e a pequena vila central esconde grandes vinhos e lugares encantadores. Os vinhos e espumantes da localidade recebem a Indicação de Procedência (IP) de Pinto Bandeira, desde 2010. 

Na Vinícola Don Giovanni, que também abriga um restaurante e uma pequena pousada, a época do verão é marcada pelas caminhadas guiadas pelo próprio enólogo pelos vinhedos. Nesse passeio se conhece um pouco da história, das cultivares e também do manejo dos vinhedos biodinâmicos. No retorno, um brinde no mirante da propriedade fecha com maestria a experiência. O valor por pessoa é R$ 40, e também podem agregar à visita a degustação de espumantes, um jantar harmonizado e até piquenique. Informações através do site www.dongiovanni.com.br

 

Autoria: Larissa Verdi.

Veja mais sobre

Posts relacionados