Então é Natal! Uma receita de Carré Suíno

Nas celebrações de fim de ano, as carnes suínas são uma tradição nas mesas brasileiras. O Brasil é o quarto maior produtor de carne suína do mundo, por isso trazemos uma receita de Carré Suíno para suas festas.

Optei por falar um pouco desta saborosa fonte de proteína, tão consumida no mundo todo e cujos preços, muito abaixo dos cortes bovinos, têm tornado a carne de porco ainda mais popular. Os cortes suínos são muito procurados para a passagem de ano. Isso porque reza uma lenda popular que, no último dia do ano, não se deve comer nada que cisque para trás, mas, sim, o que fuce para frente.

Hoje em dia, a carne suína se tornou a mais consumida do mundo e, dos dez países que mais consomem carne de porco, sete deles estão entre os que têm maior IDH (Índice de Desenvolvimento Humano). Estudos mostram que essa proteína possui diversos benefícios para a saúde humana, ao fortalecer o sistema imunológico e por possuir bons valores de vitamina A, C, zinco e ferro, fundamentais para o sistema imunológico.

Como sempre aposto, é muito importante sabermos a procedência das proteínas que consumimos, assim como o manejo que o animal teve desde o nascimento até o abate. É fundamental, na hora de comprar a carne, que sejam observados os selos de inspeção, assim como a coloração e a textura do produto. Quando se podem ver pequenos pontos avermelhados ou roxos nos cortes, pode ser sinal de um abate com alto grau de estresse e pode elevar o pH da carne, fazendo com que sua validade diminua, assim como sua qualidade.

O Brasil é o quarto maior produtor de carne suína do mundo. Hoje vou falar de uma raça suína específica, a Duroc, conhecida como o Angus dos suínos. É uma raça criada nos EUA, que chegou ao Brasil por volta de 1950. Nos animais, a pelagem é vermelha e o pescoço é curto. Cada vez mais tem sido usado para cruzamentos e melhoramento genético, sempre buscando incremento de qualidade.

 


COROA DE CARRÉ SUÍNO
Rendimento 6 porções

O que difere o Duroc das outras raças é a quantidade de gordura entremeada: ele tem, em média, 2,5% de gordura intramuscular, quando outras raças têm, em média, não mais do que 1,5%. É essa gordura que dá sabor à carne. Escolhi, para esta edição de Natal e Réveillon, um preparo para essa proteína tão suculenta e saborosa, uma linda coroa de carré suíno.

Ingredientes

2 kg de carré suíno em uma peça única, com os ossos limpos
2 folhas de louro
1 ramo de tomilho fresco
6 dentes de alho amassados
½ xícara de vinho tinto
½ xícara de suco de maçã
Sal e pimenta-do-reino a gosto

Preparo

1 – Em uma travessa, misture todos os temperos e passe por toda a costela. Pegue um saco plástico para alimentos, coloque tudo dentro, tire bem o ar e feche. Deixe refrigerado por uma noite. 2 – No dia seguinte, enrole a costela formando um círculo e amarre com barbante, deixando o osso limpo para cima. Coloque em pé dentro de uma assadeira, regue com os temperos que estavam na marinada. Cubra com papel alumínio e leve ao forno pré-aquecido, por aproximadamente 1 hora. 3 – Retire o papel, veja se está macio e deixe no forno descoberto por mais uns 10 minutos para dourar. Retire do forno, tire o barbante e sirva com um lindo recheio de ervas frescas e maçãs-verdes.

Para o recheio

150 g de maçã-verde em cubinhos
100 g de cebola roxa em cubinhos
50 g de salsão em cubos
50 g de alho-poró fatiado
20 g de pimenta-dedo-de-moça picada finamente
100 g de manteiga sem sal
50 g de bacon cubinhos
200 g de pão amanhecido em cubinhos
Sal e salsinha a gosto

Preparo

Derreta a manteiga, coloque a cebola, o alho-poró, o salsão e a pimenta-dedo-de-moça. Refogue, adicione o bacon e a maçã e continue refogando. Acrescente os cubos de pão amanhecidos, acerte os temperos e está pronta.

BOX VINHO 1
Matetic Corralillo Pinot Noir 2015 (R$ 155)
PAÍS: Chile
REGIÃO: Vale de San Antonio
SUB-REGIÃO: Santa Ninfa
UVA: Nero D’Avola
ÁLCOOL: 14%
PRODUTOR: Viña Matetic
Um Pinot Noir tipicamente sul-americano, com mais intensidade do que seus congêneres europeus. No aroma, notas delicadas de cereja, mirtilo e um toque de especiarias. No paladar, é macio, fresco e com taninos delicados. Ficou perfeito com a coroa de carré e acompanha muito bem risotos de funghi, sardinha na brasa, queijos de média maturação, lombo ou pernil suíno ao forno com ervas e pizza de presunto Parma.

BOX VINHO 2
Henri Bourgeois Petit Bourgeois Cabernet Franc 2014 (R$ 150)
PAÍS: França
REGIÃO: Loire
UVA: 100% Cabernet Franc
ÁLCOOL: 13%
PRODUTOR: Henri Bourgeois
Um Cabernet Franc elegante e aromático, com caráter ricamente frutado e muito típico de sua região de origem, o vale do Loire. No paladar, é redondo, leve e com taninos delicados. Combinou muito bem com a coroa de carré suíno e fica bom também com risoto de cogumelos, tender, almôndegas ao molho vermelho, aves e carnes leves, como galeto na grelha e lombo de porco.

Paula Labaki é chef de cozinha de seu catering de eventos em São Paulo, consultora de restaurantes e dona de sua própria marca de produtos. Cozinha profissionalmente há mais de 30 anos e suas especialidades são as carnes e a charcutaria. Vem da alta gastronomia e hoje seu trabalho gira em torno dos fogos e brasas. É uma das mais famosas assadoras da América do Sul.

Receba mais conteúdo por e-mail

Veja mais sobre

Posts relacionados