Descubra a melhor harmonização entre queijos e cervejas

Aprenda um pouco mais sobre essa combinação para receber os amigos em casa com estilo e sabor

queijo-cerveja

Nada como uma cerveja gelada e algo para petiscar. Das opções comuns em botecos até as artesanais em eventos de grande porte, as marcas têm evoluído e se aprimorado, e hoje há uma variedade enorme de tipos, desde as tradicionais Pilsen até as mais ousadas, que utilizam café, chocolate, castanhas e até frutas em sua composição, criando um sabor especial para a bebida.

E mais popular que as craft beers são as harmonizações possíveis com a bebida, como queijos. Aos poucos cresce a quantidade de fãs dessa dupla, e com razão, já que um pode acentuar o sabor do outro. Sendo assim, mostraremos como é possível combiná-los, para você convidar seus amigos e impressionar.

Antes de começar

Defina 5 rótulos com os quais você quer fazer as combinações. O ideal é beber apenas entre 150 ml e 200 ml de cada qualidade, assim você evita ficar embriagado ou enjoado; tenha também sempre água à disposição, afinal ela ajuda a aliviar os efeitos do álcool.

Comece sempre pela cerveja mais leve, acompanhada do queijo mais suave, até chegar aos rótulos mais encorpados, lembrando sempre que a potência da cerveja deve ser equivalente à do queijo.

4 regras para harmonização

  1. Cervejas leves e delicadas combinam com queijos frescos e suaves;
  2. Maltadas harmonizam bem com queijos maturados;
  3. Lupuladas vão bem com sabores mais salgados e azedos;
  4. Fortes e açucaradas harmonizam com os queijos azuis.

Confira três rótulos para curtir a harmonização.

Evil Twin Freudian Slip e gorgonzola

Uma combinação forte, mas harmoniosa. O gorgonzola é de fungo azul e tem um aroma bem característico e sabor marcante, salgado e levemente picante enquanto dissolve na boca por ser muito cremoso. A Evil Twin, que é adocicada e neutraliza o salgado, tem potência alcóolica e amargor que cortam a cremosidade do queijo como manteiga, e os sabores se unem perfeitamente.

Way Beer Cream Porter e parmesão

Essa Way é marcada por seu aroma e sabor torrados e levemente adocicados, que equilibram o gosto intenso e a textura compacta do parmesão. O toque especial dessa combinação é que os dois criam uma terceira característica que lembra nozes e doce de leite.

St. Bernardus Wit e cablanca

Aqui temos uma combinação mais leve. Composta por especiarias e aroma cítrico, a St. Bernardus tem acidez e picância que casam com o gouda de leite de cabra holandês por sua suavidade e maciez. É a harmonização perfeita para abrir a noite.

Com essas dicas na manga, você poderá proporcionar uma noite saborosa para seus convidados e, quem sabe, transformar em uma tradição do seu lar.

Receba mais conteúdo por e-mail

Veja mais sobre

Posts relacionados