Lula à dorê vegana

Para não deixar ninguém de fora da festa, uma versão da receita usando cogumelo no lugar da lula.

lula vegana

Falando de brasilidades, nada mais “nosso” do que reunir os amigos na mesa do bar com muita conversa e petiscos. É verdade que o combo bar e comidinhas normalmente vem acompanhado de (muita) cerveja, mas a cena gastronômica tem se sofisticado cada vez mais, e não são poucos os restaurantes que oferecem extensas cartas de vinhos para mudar um pouco esse cenário.

Conversando com a minha turma, 9 entre 10 amigos disseram que o aperitivo favorito é a famosa lula à dorê. Crocante, regada com bastante limão, acompanhada ou não por molho tártaro e maionese, não é difícil entender por que é o petisco queridinho de muita gente.  

Para não deixar ninguém de fora da festa, trouxe uma versão da receita usando cogumelo no lugar da lula. A textura e a aparência do cogumelo cortado em rodelas são muito semelhantes às da lula, e seu sabor neutro permite que, com os temperos certos, o gosto fique muito parecido também.

Essa receita é muito saborosa, crocante, requer poucos ingredientes e fica pronta em pouquíssimo tempo, então vamos preparar? Na minha opinião, o cogumelo Eryngui é a melhor opção para substituir frutos do mar em receitas, e seu formato, sua largura e seu comprimento são perfeitos para criarmos nossos “anéis de lula”.

Ingredientes 

  • 1 bandeja de cogumelos Eryngui
  • 1 xícara de farinha de trigo
  • 1 xícara de farinha panko
  • 1 colher de sal
  • 1 colher (café) de páprica picante
  • 1 colher (café) de pimenta-do-reino
  • 1 copo de água gelada
  • 1 copo de óleo para fritar
  • 1 maço de coentro
  • 1 limão siciliano

Modo de preparo

Depois de lavar e secar com cuidado os cogumelos, corte-os em rodelas com a largura aproximada de 1 dedo. Com a ajuda de um cortador redondo ou de uma faca, retire círculos internos, de modo a formar anéis. 

Receba mais conteúdo por e-mail

Veja mais sobre

Posts relacionados