Salone Terra Madre Del Gusto

Turim sediará o prestigiado Salone Internazionale Del Gusto Terra Madre, evento bienal criado pelo fundador do Movimento Slow Food mundial.

Salone Terra Madre Del Gusto

De 20 a 24 de setembro de 2018 é uma época perfeita para visitar Turim, a belíssima capital do Piemonte. Região no norte da Itália. É quando a cidade sediará o prestigiado Salone Internazionale Del Gusto Terra Madre, evento bienal criado pelo fundador do Movimento Slow Food mundial, o italiano Carlo Petrini. Durante cinco dias, Turim estará cheia de gente do mundo todo, que virá em peso prestigiar o evento e travar contato com centenas de produtos e produtores de alimentos e bebidas da Itália e de diversos países do mundo. Na exposição, que acontece a cada dois anos no grande espaço de eventos Lingotto Fiere, haverá grandes pavilhões para as diferentes regiões da Itália e um grande pavilhão reservado a outras nacionalidades.

Todos os dias, durante os cinco dias do evento, milhares de pessoas lotarão os pavilhões desde sua abertura até seu encerramento. Em toda parte era possível conhecer e experimentar um sem número de produtos. Centenas de queijos, prosciuttos, torrones, temperos, sais, pães, molhos, licores, vinhos, destilados, azeites, grãos, farinhas, trufas etc, bem como extensa literatura disponível na Biblioteca Del Gusto, uma ampla coleção de títulos de gastronomia e afins. Acontecerão dezenas de degustações dirigidas para um público ávido por novidades.

O movimento Slow Food congrega hoje, em todo o mundo, aproximadamente 100 mil pessoas em torno de seus ideais e propostas. Muita gente se pergunta do que se ocupa o movimento. Afinal, como diz seu nome, ele propõe que se coma devagar? Muito mais do que isso, o Slow Food é um movimento de valorização dos alimentos naturais, dos pequenos produtores, da alimentação responsável, da contenção do uso indiscriminado de pesticidas, do uso responsável do solo e da diminuição da cultura do fast food. Luta também contra a hegemonia dos grandes grupos que, através de seu poder econômico, se apoderam de extensas áreas de terra suprimindo ou sufocando pequenos produtores, para estabelecer monocultivos de grãos geneticamente modificados, apenas para ficarmos nestes exemplos.

Duas iniciativas do movimento merecem destaque: a Arca do Gosto e as Fortalezas. A Arca do Gosto se ocupa de procurar pelo mundo insumos raros e em vias de extinção, os descreve e cataloga. Não somente insumos naturais como vegetais e derivados animais, mas também alimentos manufaturados que, em certa época, eram produzidos em diferentes culturas, mas que por diferentes razões foram deixados de lado e hoje em dia sua produção, sempre em caráter artesanal, foi ou está quase abandonada. No Salone, o publico pode ver centenas destes produtos – inclusive alguns brasileiros, como a macaúba, um coquinho que antigamente era bastante frequente nas pastagens e capoeiras, e que com o avanço do desmatamento, tornou-se raro. Já as Fortalezas são um conjunto de iniciativas que visam dar apoio a pequenos produtores de insumos raros, auxiliando-os, quando possível, a manter a produção. Assim, um pequeno agricultor que se dedica ao cultivo de um legume pouco conhecido, por exemplo, e que se encontra em dificuldades para se manter, é auxiliado a encontrar micro financiamento, bem como estabelecer parcerias com pequenos mercados regionais onde seu produto possa ser comercializado. Chefs locais também são diretamente envolvidos nesse processo, preparando pratos com estes ingredientes e exortando seus clientes a experimentarem. Há também uma iniciativa no sentido de resgatar o valor do trabalho do agricultor, que com o tempo viu seu ofício perder reputação e ser considerado um trabalho desqualificado.

Salone Tierra Madre del Gusto
www.salonedelgusto.com/it
De 22 a 26 de setembro de 2018
Turim, Piemonte, Itália

Texto e Fotos: Johnny Mazzilli

Receba mais conteúdo por e-mail


Posts relacionados