Vinhos de Verão

Praias e casas de campo são os destinos favoritos de quem está em férias ou tem alguns dias livres. Estes momentos inspiram o consumo de vinhos leves e frescos, perfeitos para o verão.

Vinhos de Verão

A tendência neste época do ano é procurar por algo mais refrescante para beber e para acompanhar as comidas, que em geral, são mais leves como saladas e pratos com peixes, frutos do mar e crustáceos. Vamos encontrar esse frescor nos espumantes, nos vinhos brancos, nos rosés e nos tintos mais leves, que são ótimos para a praia, a casa de campo, a piscina ou um fim de tarde na varanda, além de acompanharem muito bem as preparações tradicionais da estação.

Para os que têm preconceito com os vinhos brancos, que para mim são excelentes em qualquer época, tenho algumas sugestões. Se você acha que são muito leves, escolha os mais encorpados e complexos, com passagem por madeira. Se o que incomoda é a acidez mais pronunciada de alguns, prove brancos de acidez menos elevada como um Chardonnay de Mendoza, Argentina, ou da Austrália, um Torrontés de Salta, também na Argentina, ou um Gewuztraminer do Alto Adige, Itália. Para os que não gostam de vinhos muito aromáticos, a escolha pode ser um Petit Chablis, da França, que é um vinho mineral;um Vernaccia di San Gimignano, que não é muito frutado, ou um Riesling da Alemanha ou da Nova Zelândia. Vale a pena tentar provar vinhos brancos especialmente no verão, quando a comida mais leve chama como parceiro este belo vinho.

Se a opção for um espumante pra tomar durante o dia na praia ou na piscina, prefira os mais leves e mais frutados como, como os que são elaborados pelo método charmat, que tem tendência a ser frescos e leves.Depois da praia, se você for jantar em um restaurante lindo,com culinária sofisticada, eu indicaria um champanhe, um cava ou um Franciacorta, espumantes feitos pelo método tradicional, que são mais estruturados e indicados para essas situações. No artigo anterior, o tema da minha coluna foi justamente sobre as diferenças entre os espumantes, de acordo
com o método de elaboração, e você pode conferir aqui.

Os rosés são simplesmente fantásticos, porque têm um DNA de vinho tinto, mas o jeito de servir e de tomar é de vinho branco. Gosto muito deles, pois são muito versáteis, gastronômicos e bem abrangentes. Costumo dizer que são vinhos muito elásticos, que acompanham desde saladas, peixes, mariscos, crustáceos e moquecas, até tartare ou carpaccio de carne.

Para os que não abrem mão dos tintos, a dica é escolher os mais leves, com taninos delicados. Sabe por que é melhor que o vinho não seja muito tânico? Normalmente, na época de calor, é aconselhado tomar os tintos refrescados. Servindo o vinho tinto mais fresco, os taninos ficam mais duros, mais adstringentes, o que vai causar uma sensação desagradável no paladar.

A temperatura de serviço dos tintos no verão deve ser de 15°C. Caso você não tenha uma adega climatizada, deixe na geladeira por 30 minutos. Os vinhos tintos mais adequados para esta época são: Gamay de Beuajolais, França; Pinot Noir de entrada da Borgonha, França, de Central Otago, Nova Zelândia, ou do Vale do Leyda, Chile; Sangiovese di Romagna, Itália; Tempranillo da região de Cariñena, Espanha; Syrah da Sicília,Itália; Zifandel da Califórnia, EUA.

Outra dica é aproveitar esses vinhos mais leves e preparar drinques refrescantes, típicos de verão, como o Spritz, feito com espumantes, o Clericot, preparado com vinho branco e frutas, a Sangria, feita originalmente com vinho tinto, frutas e outros ingredientes, mas que pode ser preparada também com vinho branco. Existem ainda drinques que combinam espumante e sucos de frutas, como Rossini, que leva suco de morango; Bellini, feito com suco de pêssego; Mimosa, com suco de laranja. O Kir é preparado com licor de Cassis e vinho branco, mas, quando feito com espumante, ganha o nome de Kir Royal.

Confira nossas sugestões de vinhos de verão aqui.

Massimo Leoncini: sommelier executivo da Grand Cru, nascido na toscana, Itália, vive no Brasil há dez anos. além de vinhos, adora cozinhar e comer bem.

Veja mais sobre

Posts relacionados